• Sobre o PortalAbrir
    O Acha RH é um portal que veio para poupar o tempo de quem está procurando por produtos e serviços destinados às áreas de RH das empresas, tais como, cursos, palestrantes, benefícios, equipamentos, etc.

    Encontrar um fornecedor anunciante é fácil e rápido.

    Basta escolher as regiões, categorias e subcategorias dos produtos desejados e logo vai aparecer uma relação, com informações sobre as empresas anunciantes.

    Anunciar no Acha RH também é bem prático.
    Para estar no Acha RH clique na aba “Anuncie” e veja como. O anunciante poderá escolher as regiões, categorias e subcategorias de P&S nas quais deseja ser encontrado. O potencial cliente vai ver o nome, cidade, estado, bairro, fone, e-mail, site, e redes sociais, além de um texto explicando o que a empresa anunciante faz ou oferece.

    Além de ser um “ponto de encontro” entre fornecedores e potenciais compradores de produtos e serviços dirigidos às áreas de RH das empresas, o Acha RH é frequentado também por outros profissionais e estudantes interessados. Na aba Lounge vão encontrar artigos e matérias relacionadas com a gestão das pessoas nas organizações, links de outros sites e de Grupos de RH, cursos, congressos e eventos relacionados com o desenvolvimento pessoal e profissional.

    O Acha RH quer ser útil. Portanto, sugestões são sempre bem-vindas. Fale conosco.
 
Para ler e Pensar
> Início > Para ler e Pensar
Desabafo de um Dirigente Empresarial
trabalhador.jpgA cerca de um mês estive em uma missão empresarial para o Japão com mais 15 empresários metalúrgicos do Paraná , São Paulo e Minas. 
Após quebrar o gelo, começamos a trocar informações e experiências e naturalmente falar sobre nossos funcionários.
É a mesma fala para todos. Alta rotatividade, baixa responsabilidade, nenhum apego ao trabalho, etc... Na verdade, a mesma falta de educação que faz o pessoal novo não respeitar professores, polícia, os mais velhos, etc... é a que faz eles não terem aquela velha ideia de “subir” na empresa. Querem trocar de celular, “me põe pra rua” que vou comprar com “meus direitos”. Se não colocar, fica fazendo tudo para ser demitido. Ninguém hoje tem vergonha de ser demitido, e no outro dia arruma emprego. Pq tá fácil e pq nenhuma empresa busca referência com o antigo patrão se o cara é pelo menos razoável. 
 
Aqui na empresa tivemos uma onda de “me bota pra fora “ e tivemos que , após quase trinta anos de trabalho, fazer pela primeira vez uma demissão sem pagar “os direitos”. Eles forçam para ir pra fora para receber imediatamente seu dinheiro. No caso, os primeiros que estavam incomodando foram pra rua sem qualquer indenização. Foram para a justiça claro e devem receber em um ano. Os outros que pensavam trilhar o mesmo caminho pararam como que por encanto. Sair para receber sim, sair para demorar um ano para receber já não é um grande negócio.
 
A CLT não protege em nada a empresa , demissão por justa causa é uma loteria, além de ter que envolver vários funcionários como testemunhas etc...
 
O problema de rotatividade portanto não é nosso exclusivo, é uma questão de queda no nível de educação da população. As soluções para esse novo problema também terão que ser novas, as de sempre : treinamento, etc.... não seduzem mais a nova geração. 
 
 Olavo
 
Diretor
Empresa Metalúrgia
(Nome omitido por motivos óbvios)